Meu nome e André, pro­pri­etário da loja Pan­tanal Pesca Esporti­va e tam­bém orga­ni­zo gru­pos de pesca para diver­sos lugares.

Abaixo vou con­tar uma das min­has exper­iên­cias na expe­dição para o Suri­name e como surgiu o gos­to pela pesca em min­ha vida.

Cos­tu­mo diz­er que a pesca em min­ha vida, surgiu eu acho que  no útero da min­ha mãe, meu son­ho sem­pre foi pescar uma grande piraí­ba. Isso acon­te­ceu no rio Coren­tyne no Suri­name no ano de 2017, na pou­sa­da Piraí­ba Lodge.

Depois de varias ten­ta­ti­vas frustradas de fis­gar o peixe, final­mente con­segui  fis­gar o mon­stro que pos­suía 2,10m de com­pri­men­to e cer­ca de 120 a 140 qui­los, como quem já teve essa exper­iên­cia, fis­gar piraí­ba não e uma tare­fa fácil. Pois ela pos­sui uma cama­da de lixas infe­ri­ores e supe­ri­ores em sua enorme boca difi­cul­tan­do sua fis­ga­da, o mate­r­i­al deve ser extra pesa­do com varas de libragem alta de 80 a 200Lbs e anzóis com taman­hos 10/0 a 12/0 e lin­ha mul­ti­fil­a­men­to de 80 a 100lbs, com a Leader de pelo menos 6 met­ros de flu­o­r­car­bono 0,90mm.

É um peixe que pos­sui uma mus­cu­latu­ra muito forte pois nada muito, e não é para menos, pois é o peixe de água doce que faz a pirace­ma mais lon­ga chegan­do a per­cor­rer até 3.000Km para desovar.

Quem já fis­gou esse peixe sabe bem da briga inten­sa que esse enorme peixe pro­por­ciona, tiran­do em sua primeira arran­ca­da pelo menos 100 met­ros de lin­ha depen­den­do do seu taman­ho pois chega a grandes pro­porções, sendo um dos maiores peix­es de couro de água doce do mundo.

No Brasil pos­sui três espé­cies de grande taman­ho Brachy­plathys­toma Fil­a­men­to­sum que e a maior, pode pesar mais de 200Kg em segun­do a Brachy­plathys­toma  Capa­pre­tum, que pode atin­gir per­to dos 100Kg e a menor con­heci­da como Doura­da Brachy­platis­toma Flav­i­cans que não ultra­pas­sa os 50Kg.

Em nos­so país esta cada vez mais difí­cil de encon­trar exem­plares aci­ma de 60Kg, pois seu cresci­men­to e muito lento depois que ela atinge cer­ca de 10Kg, poden­do levar até 60 anos para chegar a 100Kg. Por ser um peixe que migra muito os grandes exem­plares acabam sendo cap­tura­dos nos espin­heis dos ribeir­in­hos, por isso que os grandes exem­plares estão cada vez mais raros.

Ago­ra vou con­tar um pouco da min­ha exper­iên­cia no Suri­name e da cap­tura do meu troféu.

O rio Coryn­tine é um rio remo­to onde não tem pressão de pesca e não pos­sui índios e ribeir­in­hos. Por esse moti­vo que exis­tem ess­es mon­stros por lá.

Nós está­va­mos nave­gan­do pelo rio onde eu vi uma grande piraí­ba nadan­do pela super­fí­cie, foi nesse momen­to que tive­mos a sorte grande de encontra-las.

Apoita­mos o bar­co arremes­samos as iscas e não demor­ou muito já bateu um mon­stro na min­ha lin­ha, fis­guei briguei um pouco e o peixe escapou, tornei a arremes­sar não demor­ou muito, mais uma cor­ri­da alu­ci­nante e o bicho escapou nova­mente, cor­tou a lin­ha nas pedras.

Sem perder a esper­ança con­sertei o mate­r­i­al, colo­quei uma nova Leader e anzóis, pois pescav­a­mos piraíbas com dois anzóis para aumen­tar as chances de cap­tura, e lá fui eu nova­mente arremes­sar não demor­ou muito e o mon­stro bateu nova­mente, fis­guei com toda força que tin­ha e ai começou a briga inten­sa , logo de cara foram se 100Mts de lin­ha solta­mos o bar­co e fomos atrás do gigante, pois do con­trário acabaria a lin­ha da min­ha carretilha.

Esta­va um sol escal­dante e lá eu esta­va brig­an­do com o gigante, o bicho não toma­va con­hec­i­men­to e toma­va lin­ha sem parar até que con­seguimos colo­car o bar­co em cima do peixe, você só gan­ha a briga com a piraí­ba quan­do ela fica em baixo do bar­co, pois do con­trario pode pas­sar a lin­ha por uma pedra e lá se vai a lin­ha e o peixe.

Após ficar embaixo do bar­co foram uns 30 min­u­tos de briga inten­sa pois ela pux­a­va o bar­co para lá e para cá, até que ela começou a subir e soltar bol­has de cansaço, min­has per­nas trem­i­am e enfim apare­ceu o gigante, gritei extasi­a­do OBRIGADO MEU DEUS. Lev­a­mos o gigante para margem fil­mamos tiramos fotos e lib­er­amos aque­le belís­si­mo exem­plar para a vida, pois um ani­mal mar­avil­hoso como aque­le merece viv­er, o nome dis­so é pesca esportiva.

Essa foi a min­ha história, e não é história de pescador foi tudo fil­ma­do e fotografa­do. Con­fi­ram aqui em serviços.

Grande abraço pescadores…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *